As adesões são feitas pela própria pessoa interessada, em farmácias afiliadas, evitando taxas e burocracia.

O projeto pioneiro já está em funcionamento em diversas farmácias do Distrito Federal e do Entorno, e propõe-se tanto a facilitar como a reduzir o custo das contratações de planos de saúde privados, por meio de uma simples, porém eficiente solução tecnológica, o QR Code.

O sistema simplifica a vida de quem precisa do serviço, mas não sabe como acessá-lo ou depende de terceiros. Para isso, os códigos são impressos em totens instalados nas unidades da rede de farmácias conveniadas. Assim, utilizando o telefone celular para efetuar a leitura do QR Code, qualquer pessoa pode acessar a ficha de cadastramento online, por meio da qual a contratação será efetivada. A partir do preenchimento do cadastro, uma equipe de atendimento telefônico passa a disponibilizar-se para finalizar o processo junto ao cliente e sanar quaisquer dúvidas. A auxiliar de serviços gerais, Graziele Cristina Soares de Souza, aderiu ao projeto e garante que foi imprescindível para ela. “Fiquei sabendo por uma amiga e a ideia me atraiu bastante. Já fazia um tempo que estava precisando de um plano de saúde para fazer exames diversos”, contou.

Com esse modelo de contratação rápida e autônoma, evita-se o pagamento de taxas de adesão, tradicionalmente cobradas por corretoras de convênios para a realização do serviço. Com isso, o acesso à saúde privada torna-se mais fácil e barato, o que implica um ganho significativo para a comunidade, principalmente, em um momento tão delicado como o da pandemia. Uma vez que os centros de saúde pública estão superlotados em todo o país, os planos particulares passaram a ser uma via alternativa a toda a população .

Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a entidade reguladora de planos de saúde do Brasil, o percentual da população coberta por plano privado de saúde subiu de 22,3%, em dezembro de 2010, para 24,5%, em janeiro de 2021. Isto é, trata-se de um baixo aumento do acesso a esse tipo de serviço, somente de 2,2%, em aproximadamente 10 anos.

A projeção da CBenefícios, instituição pioneira na implantação deste projeto piloto, é a de que o número aumente. Segundo Guilherme Braga, proprietário da empresa e idealizador do projeto, “nossa missão é dar maior acessibilidade à saúde privada, tanto em termos de comodidade — uma vez que possibilitamos a adesão, em pontos conhecidos e próximos às pessoas interessadas, como sua farmácia favorita, por exemplo —  como em termos de custo, já que eliminamos o intermédio do corretor, acabando, consequentemente, com a taxa que seria cobrada por essa terceirização do serviço.  Sabemos que nem todo mundo pode pagar por um plano de saúde, por isso nos interessa democratizar esse acesso”.

De acordo com a última edição, junho de 2019, do Caderno de Informação da Saúde Suplementar, publicado pela ANS, “expressiva parte dos beneficiários está concentrada em um número limitado de operadoras, embora o número de operadoras com beneficiários seja relativamente grande. No caso dos beneficiários de planos de assistência médica, (...) 80% concentram-se em planos associados a 137 das 740 operadoras com beneficiários”. Logo, desburocratizando o acesso à informação e facilitando a aquisição do serviço pelo próprio usuário, a tendência é a de que essa concentração seja diluída, posto que o cidadão poderá escolher com mais liberdade o plano do qual quer usufruir. 

Com isso, o poder de decisão passa das mãos das corretoras para a população. Também poderão ser evitados golpes comuns, como contratos fantasma, menos benefícios menos interessantes que os publicitados. Todas essas informações passarão pelos olhos dos principais interessados, sem filtro, sem lobby e sem influência de terceiro na hora de escolher.

Até o momento, já são sete as farmácias no Distrito Federal, que disponibilizam os totens com os QR Codes — distribuídas por Taguatinga, Sobradinho, Colorado, Asa Norte e Vicente Pires. Em breve, o projeto será implementado em outras cidades. O próprio presidente do Sincofarma-DF, Francisco Messias — dono da primeira farmácia a conveniar-se com a rede e operar com a novidade — apoia a difusão do sistema e incentiva os donos de outros estabelecimentos, além dos participantes do sindicato, a adotarem essa tecnologia.

Os funcionários dos estabelecimentos foram treinados para atender e orientar os clientes interessados. Além disso, recebem comissões pelo serviço extra. Logo, trata-se de um benefício mútuo, que fortalece o comércio local e a comunidade ao seu redor.

Outra importante vantagem que o sistema pode trazer é o desafogo do SUS (sistema Único de Saúde), que hoje conta com mais de 90% das UTIs ocupadas em 9 capitais, segundo levantamento realizado pela CNN Brasil. Isto é, em razão da indisponibilidade de atendimentos públicos em saúde, pela altíssima demanda que o COVID-19 vem gerando, é natural que a população busque outros caminhos para cuidar-se. É, portanto, uma via de escape fundamental para os pacientes e para o sistema público que essa migração para o sistema privado seja facilitada e barateada.

Serviço: Centro Exclusivo de Planos de Saúde - CBenefícios.

Data: 2021.

Localidades: Taguatinga, Sobradinho, Colorado, Asa Norte e Vicente Pires.

Site: https://www.cbeneficios.com.br/

Instagram: @cbeneficios.saude

Palestra faz parte do programa Brasil Certo e será conduzida por Andréa Schwarz, referência no assunto

Toda empresa com 100 funcionários ou mais é obrigada a ter de 2% a 5% dos seus cargos preenchidos por pessoas com deficiência (PCD). Pelo menos é o que prevê o artigo 93 da Lei nº 8.213/91, popularmente conhecida como a Lei das Cotas. Apesar disso, nem sempre as empresas cumprem essa determinação. Além da disputa acirrada no mercado de trabalho, as pessoas nessas condições sofrem com o preconceito e a ignorância. Qual a melhor forma de lidar com isso? Hoje , 07 de maio, a partir das 20h (horário de Brasília), uma palestra virtual traz este tema à tona com o objetivo de incentivar a contratação desse público e quebrar paradigmas sobre o assunto. 

O bate-papo virtual, que faz parte do programa Brasil Certo, idealizado pela senadora e presidente do PSL Mulher, Soraya Thronicke, será conduzido pela empresária Andrea Schwarz, considerada uma das referências quando o assunto é inserção de pessoas com deficiência. Cadeirante, Andrea leva uma vida normal e produtiva e sempre procura engajar outras pessoas nesta situação a seguirem seu exemplo de luta, sem rótulos.  “Andrea é uma daquelas que deixaram de reclamar e tomou as rédeas da sua vida. Esse é um dos exemplos que precisamos para fazer desse país um Brasil Certo”, afirma Thronicke. 

Para a senadora Soraya Thronicke, debate o tema é importante para romper barreiras e ajudar esse público a lutar por seus direitos. “A trajetória de Andrea é inspiradora, e seu trabalho realizado em todo o Brasil ajudou milhares de pessoas a conquistarem seu espaço, reforçando os valores da empatia com o próximo e mostrando que essas pessoas são capazes de realizar grandes feitos e trabalhos de excelência”, elogia. 

O programa Brasil Certo foi idealizado pela senadora e presidente do PSL Mulher, Soraya Thronicke. Além de casos de mulheres inspiradoras, o projeto vai levar mais de 50 cursos on-line. 

Serviço:

Palestra: “Pessoa com deficiência: desafios para conquistar o mercado de trabalho”

Evento Digital – Brasil Certo

07 de maio, das 20h às 21h (Horário de Brasília)

Transmissão ao vivo no site www.brasilcerto.com.br

Realização: PSL Mulher Nacional



No início do segundo semestre, precisamente em julho de 2021, a SysCoin Commerce, maior agência de ecommerce do Centro-Oeste brasileiro vai alçar voos em solo europeu. A operação SysCoin Itália promete revolucionar o processo de transformação digital do país

 

 

 

Para quem sonha grande, o céu é o limite e para quem coloca os sonhos em prática todas as possibilidades não tem fim. Essa é a máxima que acompanha a SysCoin Commerce, maior agência de ecommerce do Centro-Oeste do Brasil, que começou de forma tímida, mas assertiva a mostrra o seu potencial na Capital do país. Com uma expertise e vivência no universo de negócios digitais, a SyScoin chegou no DF em 2015 e já mostrou que muito poderia agregar, transformar e solidificar as empresas do DF, do Brasil e agora do mundo. Só em 2020, a empresa dobrou a meta estimada, alcançando 60% de crescimento e o volume transacionado na plataforma foi de 20 milhões de reais, crescendo mais de 300% em número de vendas por clientes. Além disso, com as soluções criadas pela agência, somente no ano passado 150 empresas foram beneficiadas com essa tecnologia.

 

O resultado disso não poderia ser diferente: a empresa cresceu, se destacou e ganhou amplitude internacional. A agência se prepara para aterrissar em solo italiano. O presidente da SysCoin Commerce, Leonardo Miranda, elenca os motivos que o levaram para chegar até esse país. “A Itália possui diversas similaridades culturais em relação ao Brasil, mas o que chama atençãé que se tratando de comércio eletrônico, hoje, estamos na 10ª posição do maior mercado de ecommerce do mundo, ficando atrás de países muito mais desenvolvidos como China, Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha.

Quando olhamos para Itália, podemos ver uma oportunidade de crescimento para chegar num patamar nos próximos anos iguais ao do Brasil, em que estudos apontam que até o ano de 2023 deve ser 23.9 bilhões de euros.

A Itália tem pontos favoráveis quanto à solidez do mercado europeu e de sistemas logísticos bem estabelecidos”, defende.

 

Leonardo elucida que o objetivo é ajudar os negócios italianos no processo de transformação digital, ofertando desde a consultoria de como vender e fazer a presença digital até o desenvolvimento de sites, lojas virtuais, sistemas, aplicativos, marketing digital e identidade visual.

 

Como aconteceu essa transação?

 

 

A SysCoin já havia iniciado um processo de internacionalização pelos Estados Unidos e, recentemente, iniciou uma busca por um novo país. A porta se abriu por meio de um relacionamento com um italiano que permitiu a validação e a percepção do mercado.

 

Ausência de digitalização na Itália

 

Esse estreito relacionamento fez com que o Head Commerce Europe, Gabriele Rorandelli decidisse empreender neste projeto desafiador, que, segundo ele, teve duas razões principais que o impulsionou - uma forte inspiração dada pelo ambiente de negócio inovador encontrado no Brasil, por meio da SysCoin, e por uma evidente falta de digitalização na Itália. “O que me espera por lá é um desafio muito exigente, especialmente para adaptar o modelo de negócios e a cultura da SysCoin à Itália, uma nação em grande mudança que precisa de iniciativas como esta para acelerar seu desenvolvimento digital.

 

Para Rorandelli, a SysCoin Itália irá focar nas pequenas empresas, que foram as que mais sofreram com a pandemia e que precisam de uma presença digital mais forte e em sintonia com os tempos modernos. A expectativa é atingir um rápido crescimento, auxiliando o máximo de pequenos empreendedores, e oferecendo uma gama mais ampla e completa de serviços, integrando as competências da empresa brasileira com a italiana

 

Serviço: Grupo de jovens empresários de Brasília exportam tecnologia para Itália

Endereço: CA 01, SALA 469 SHOPPING DECK NORTE - Lago Norte, Brasília
Telefone: (61) 3968-1540
Site: 
https://syscoin.com.br/

 O Chef Hallay Cecílio promete uma experiência saborosa, com kit personalizado de comida árabe feita artesanalmente com produtos de alta qualidade e sem conservantes;  as vendas são feitas diretamente pelo Instagram e entrega delivery para surpreender as mamães.

 

O Dia das Mães está se aproximando, e pela segunda vez, será celebrado durante a pandemia. A La Caponatta quer garantir a afetividade e o aconchego da data e preparou um kit com comida árabe, elaborado com ingredientes naturais de alta qualidade, mantendo o rigor tradicional da culinária. Todos os pratos e produtos são preparados de forma artesanal pelo chef Hallay Cecílio. Neto de libaneses, Hallay prima pela cozinha afetiva. “São memórias de infâncias, pratos que aprendi com minha mãe”, afirma o chef.




 

E para os Dia das Mães, a La Caponatta elaborou kits com produtos exclusivos, feitos sob encomenda, de acordo com a preferência do cliente. No cardápio estão disponíveis: Baba ghanoush (pasta de beringela), Coalhada seca, Homus (pasta de grão-de-bico), Kibe cru, kibe frito tradicional, Kibe assado, Lasanha de berinjela, Molho de tomate caseiro ao sugo, Pasta de atum, Caponata (antepasto de berinjela em pedaços), tudo acompanhado de pães sírios.

 

Para facilitar na escolha, o chef elaborou três sugestões de kits que podem ser alteradas de acordo com a preferência do cliente. Kit mini, para até duas pessoas, vem com uma porção de Caponata 90g e de Homus 90g, tudo embalado em lindos potinhos e acompanhado de uma garrafa de azeite extravirgem de 110ml, 2 Guardanapos de papel, 2 bowls brancos com colheres, ao custo de R$132,00. Já o kit médio, para até 4 pessoas, vem com Kibe Cru, 250g; Baba ghanoush, 90g; Caponata 90g; Homus 90g, garrafa de Azeite extravirgem de 110ml; 4 Guardanapos de papel; 2 bowls brancos com colheres (R$152,00).




 

E como a data é para ser celebrada, há também a opção do kit médio com vinho, também para até 4 pessoas, que conta com Kibe Cru 250g; Baba ghanoush 90g; Caponata 90g; Vinho Tinto garrafa 375 ml; Garrafa de Azeite extravirgem de 110ml, 4 Guardanapos de papel e 2 bowls brancos com colheres (R$250,00). Todos os kits podem ser montados de acordo com a quantidade e produtos selecionados pelo cliente, que recebe embalados para presente, numa caixa com laço de fita especialmente preparada para a ocasião.

Os pratos são vendidos pelo Instagram da La Caponatta, com entrega delivery exclusiva. Para o chef Hallay Cecílio, o segredo do sabor irresistível está no uso de produtos naturais. ”O uso de produtos sem aditivos que conservam o valor original, livre de componentes industriais”, destaca o chef.


Sobre o chef Hallay Cecílio - HALLAY é neto de libaneses e húngaros, e desde cedo gostava de cozinhar, ajudando sua mãe no preparo de algumas delícias libanesas, dentre elas: Kibe cru, Charutos, Tabule, Arroz com lentilhas, Coalhada seca, Caponata com um toque libanês. Durante a pandemia, com o incentivo da sua esposa Valéria Rosa, nasceu o projeto da La Caponatta, com a venda de comida árabe, feita com produtos naturais, livres de conservantes, pelo Instagram, com entregas tipo delivery.

 

Cozinhando para alguns amigos e parentes, sempre me diziam para começar o meu negócio, e com o incentivo de Valéria Rosa, minha esposa, resolvi enfrentar o desafio e começamos as vendas pelas redes sociais”, explica o chef. Atualmente as entregas são realizadas pela própria La Caponatta que preza pelos sabores de cada prato e pela qualidade dos produtos na entrega. As encomendas podem ser realizadas no Instagram @lacaponatta ou pelo whatsApp (61) 9.9437-7670.

 

 

SERVIÇO

 

La Caponatta

Encomendas:  (61)9.9437-7670, via WhatsApp e Direct

Instagram: @lacaponatta

 A chef, que possui formação na Itália e especialização na UnB, promete levar referências de sabor da capital para a competição; a chef atendeu as federações estrangeiras durante a Copa do Mundo, entre outros grandes eventos


 


A nova temporada do reality show Mestre do Sabor, da Rede Globo, conta com uma representante do quadradinho mais famoso do Brasil, a chef e consultora gastronômica Leninha Camargo. A chef, que comanda a gastronomia do espaço de eventos Orpheum e do Empório Leninha Camargo, já começa a aparecer nas chamadas da nova temporada do programa, que vai ao ar no dia seis de maio após a novela Império, e está dando o que falar.

 

Leninha Camargo atua na gastronomia há cerca de 20 anos, quando resolveu largar sua carreira consolidada como administradora na iniciativa privada para seguir um sonho de infância: cozinhar. “Sempre que nos reuníamos com os amigos, eu era a cozinheira oficial, então resolvi transformar isso em profissão”, afirma.

 

Com formação na Itália na conceituada Accademia Italiana della Cucina, e mestrado em segurança alimentar na Universidade de Brasília (UnB), Leninha é a única participante de Brasília do reality, e promete levar todo o sabor da gastronomia da capital para o programa. A chef não foi anunciada como participante do programa, mas já aparece na chamada do reality, “A cidade inteira me ligando perguntando se vou participar”, diverte-se a chef.

 

Conhecida pelo alto padrão de qualidade do seu trabalho, além da criatividade e sofisticação, Leninha, apesar de não confirmar a participação, diz que se for anunciada vai mostrar todo o seu potencial, e colocar Brasília no hall da alta gastronomia. “Quero mostrar os sabores do cerrado, dos produtos locais, e mostrar a criatividade e a técnica adquirida ao longo destes anos”, anseia a chef.

 

A competição tem à frente o chef Claude Troisgros, e na bancada de jurados, chefs consagrados do país. O programa vai eleger o melhor chef do Brasil desta temporada, e a simplicidade será destaque este ano, além de contar com um prêmio de R$ 250 mil. O reality vai ao ar na próxima quinta-feira (6/5), na Rede Globo, logo após a exibição especial da novela Império.

 

Sobre a chef Leninha Camargo - Com formação na Itália na conceituada Accademia Italiana della Cucina, mestrado em segurança alimentar na Universidade de Brasília (UnB) e especialista em azeites, a chef Leninha Camargo atua há cerca de 20 anos na capital, e atualmente comanda a gastronomia do espaço de eventos Orpheum e do Empório Chef Leninha Camargo, localizados em Brasília. Extremamente criativa, Leninha também desenvolve diversos projetos ligados à gastronomia, como o Vinho e Música; apresentadora do programa “Na Ilha com a Chef”, que será lançado no final de maio; projetos para a indústria de alimentos; além de Lives com chefs de todo o Brasil.

 

Serviço

Chef Leninha Camargo

Instagram: @leninha.camargo , @emporiochefleninhacamargo

e @orpheumeventcenter 

Atenciosamente, 

Luzinete Alves
Diretora de Atendimento
Tecnologia do Blogger.