Ana Cláudia Morale, chefe destaque 2020 na Federação Italiana de Cozinheiros – FIC BRASILE, lança o menu da confeitaria italiana para a páscoa braziliense.  Os sabores café com limão, frutas vermelhas e caramelo com flor de sal marcam o lançamento do cardápio

 

Nada melhor que nesse momento trazer boas e doces notícias. O mês de março começa com o lançamento do adocicado menu de páscoa da chef italiana Ana Cláudia Morale. Intitulada Dolce Pasqua, Morale com a ascendência italiana no sangue e nas mãos, traz para a páscoa dos brasilienses a confeitaria italiana que é rica em sabores.

 

Café com limão, frutas vermelhas, pistache e caramelo com flor de sal são recheios desenvolvidos especialmente pela personal chef para as caixas de bombom (R$75,00). Os tradicionais ovos serão elaborados com recheios de merengue com caramelo (R$75,00), caramelo com amendoim (R$75,00) e o famoso mil folhas (R$85,00). Os ovos pesam em torno de 260 e 340 gramas, respectivamente.

 

Para as crianças, a chef lançou versões kids, do Coelho (merengue com frutas vermelhas) e a Cenoura, com a versão de recheio ganache ao leite com Cumaru. O kit kids Coelho com Cenoura sai ao valor de R$75,00 e vai agradar os pequeninos com o verdadeiro mascote da páscoa nos sabores de chocolate.  As duas versões pesam 340 gramas.

 

Os pedidos podem ser feitos até o  dia 1/4 com a própria chefe, somente pelo whatsapp (61) 98203 -1526.  As entregas serão realizadas, entre os dias 2 e 4 de abril em todo o DF, gratuitamente com encomendas acima de R$100,00.  

 

Chef Ana Cláudia Morale

Com ascendência italiana, essa chef brasileira tem o coração na terra das famosas massas e representa em seus pratos os ensinamentos da Nonna que a criou. Publicitária de formação, mas confeiteira de coração e talento nato, Ana Cláudia Morale é integrante da Federação Italiana de Cozinheiros – FIC BRASILE, desde 2018. Trabalhando com gastronomia desde 2007, Ana Cláudia trilha a sua caminhada por passos gastronômicos, sendo participante de eventos como Mesa A Vivo, Beba do Quadrado, Pátio Varanda, além de ministrar aulas no Espaço Pátio Gourmet. A Chef também fornece cursos particulares de confeitaria e atua como personal chef em eventos gastronômicos.

 


 

Serviço: Dolce Pasqua italiana desembarca e adoça a páscoa de Brasília

Data: Até 1º de abril de 2021

Valor: Entre 75,00 e R$ 85,00

Pedido: podem ser feitos diretamente com a chef Ana Cláudia Morale: (61) 98203 -1526 - whatsapp





Para festejar o mês feminino, o restaurante que é especialista em parmegiana lança um mês promocional para que as mulheres da Capital Federal possam apreciar o carro chefe da casa

 

 

 

 

 

O mês da mulher será comemorado em grande estilo pelo restaurante Aquela Parmê. É o que garante o gerente Mauro Gonçalves. A campanha pretende promover durante todo o mês de março descontos e promoções para o público feminino. A ação agracia também todos os clientes que desejam apreciar uma legítima parmegiana. Com entrega grátis nos principais aplicativos de delivery, os pedidos serão acompanhados de refrigerante de 2 litros gratuito na compra de qualquer prato família.

 

A iguaria pode ser solicitada por meio do link: https://goomer.app/aquelaparme.

 

A casa está aberta de segunda a domingo, de 11 às 22h, no sistema delivery e takeaway. 

 

 

Serviço: Aquela Parmê celebra mês da mulher recheado de promoções e cortesias
Endereço: Rua das figueiras número 6 loja 15 - Águas Claras, Brasília
Whatsapp: (61) 98156-9038

Instagram: @aquelaparme

 

 

Cardápio: https://goomer.app/aquelaparme  

Dias e Horários de Funcionamento: Todos os dias das 11 às 22 (sistema delivery e take-out)

Entregas pelos aplicativos, Ifood, UberEats, Rappi e 99Food

Take-out com descontos e ofertas exclusivas pedindo pelo: https://goomer.app/aquelaparme 

O restaurante recebe os cartões das principais bandeiras, ticket restaurante, sodexo, alelo, e PIX.


Em seu programa de rádio o parlamentar bateu um papo com o Major Abadio, coordenador do curso

A Polícia Militar do Distrito Federal realizou a incorporação dos alunos do Curso de Formação de Praças (CFP VII), no pátio do CEPOM, por volta das 18h da sexta-feira (5), em Taguatinga Norte.

O curso de formação teve início no dia 28 de dezembro, com 500 aprovados e é ministrado em período integral pela Escola de Formação de Praças sob a coordenação do major Abadio.

Neste sábado (06) o deputado Hermeto (MDB) convidou o Major Abadio no seu programa de rádio Pinga Fogo, transmitido na rádio Atividade todos os sábados às 6 da manhã, para bater um papo sobre o Curso de Formação CFP VII.

Segundo o Major as maiores dificuldades que os alunos encontraram no início eram relacionadas ao processo de adaptação dos alunos que passam de uma vida civil para uma militar:

“Todos os policiais passaram por isso, o processo de adaptação é a parte mais complicada, sair da vida civil para a vida militar. Mas eu sempre digo a eles, sofre menos quem se adapta primeiro.” Afirmou o coordenador do curso.

O major relata que as atividades são intensas e contínuas e a cobrança é grande, mas os resultados foram muito positivos.

“Nossa equipe é muito bem preparada e tá ali realmente forjando os nossos alunos.” Completa o Major.

“Eu fiquei encantado com o evento, consegui sentir a vibração verdadeira dos alunos, com um mês de curso já notamos a diferença, parabéns pelo trabalho Major.” Disse Hermeto.

A formatura está prevista para o dia 25 de agosto.


 





O novo prato passa a integrar o cardápio da casa que é especialista em parmegiana. A iguaria, que caiu no gosto gastronômico dos brasileiros, está disponível a partir de fevereiro

 

 

 

 

O mês de fevereiro começou trazendo novidades no cardápio do restaurante Aquela Parmê. A casa iniciou o segundo mês de 2021 com o lançamento de um novo prato: Cordon Bleu à parmegiana. Uma releitura do prato originário da Suíça, promete agradar os paladares refinados que apreciam os sabores sofisticados. Cordon Bleu à parmegiana é feito com um crocante empanado de peito de frango, recheado com queijo muçarela e presunto, coberto com uma camada extra de muçarela e um molho de tomate artesanalmente elaborado. O Cordon Bleu à parmegiana está disponível nas porções individuais (R$40,90), casal ( R$76,90) e para quatro pessoas ( R$149,00).

 

A ideia do prato nasceu por meio de uma ação pensada pelo gerente da casa, Mauro Gonçalves em que no mês de janeiro os clientes do Aquela Parmê sugeriram novas opções de parmegiana.

 

A iguaria pode ser solicitada por meio do link: https://aquelaparme.vendadelivery.com/pedir .

 

A casa está aberta de segunda a domingo, de 11 às 22h, no sistema delivery e takeaway. 

 

 

Serviço: Cordon Bleu à parmegiana é a novidade do restaurante em Águas Claras: Aquela Parmê
Endereço: Rua das figueiras número 6 loja 15 - Águas Claras, Brasília
Whatsapp: (61) 98156-9038

Local: https://bit.ly/35irqtn

 

 

Cardápio: https://aquelaparme.vendadelivery.com/pedir  

Dias e Horários de Funcionamento: Todos os dias das 11 às 22 (sistema delivery e take-out)

Entregas pelos aplicativos, Ifood, UberEats, Rappi e 99Food

Take-out com descontos e ofertas exclusivas pedindo pelo: https://aquelaparmevendadedelivery.com/pedir 

O restaurante recebe os cartões das principais bandeiras, ticket restaurante, sodexo, alelo, e PIX (61)981569038


Crédito: Núbia Selen


 

A prestação de serviços em domicílio e as entregas e deliverys de produtos foram tendência de modelo de negócio no ano passado. Por exemplo, o consumo de serviços de entrega de comida pelo brasileiro cresceu 103% no primeiro semestre de 2020, de acordo com pesquisa da startup de gestão de finanças pessoais, Mobills. Lojas de roupa que precisaram encerrar seus atendimentos presenciais, passaram a ir até a casa dos clientes. De acordo com a Simbio, empresa  que criou aplicativo que permite que os varejistas enviem encomendas para os clientes experimentarem em casa, a conversão de vendas é maior que 60%, diferente das vendas em loja presencial que atingem até 40% de conversão. Para a sobrevivência de alguns pequenos negócios e a segurança de consumidores e clientes, as entregas e serviços prestados em casa continuarão em 2021.

A adaptação dos negócios exigiu criatividade por parte das empresas. A oportunidade para expandir serviços móveis também aconteceu no setor de Saúde, o mais demandado desde o início da pandemia. O Grupo Sabin, empresa de medicina diagnóstica, adaptou sua coleta móvel já existente para atender a demanda de distanciamento social por parte dos clientes. “Nós já possuíamos o serviço móvel de coleta. Ele era muito utilizado por pessoas com dificuldade de locomoção,  idosos e também por pessoas que procuravam por maior comodidade. Com o novo coronavírus, a demanda cresceu não só para exames de rotina quanto para o teste de detecção do novo vírus”, afirma o diretor técnico da empresa, Rafael Jácomo.

 

O Grupo expandiu sua estrutura e equipe e definiu novos protocolos para a coleta de material na casa do cliente, além de criar uma equipe específica para atendimento de testes de covid-19. “Com times especialistas para esse tipo de coleta, reforçamos a segurança e proteção de clientes e colaboradores. Todos recebem equipamentos de proteção individual específicos”, explicou.

 

Além de serviços de medicina diagnóstica em domicílio, a empresa também disponibiliza aplicação de vacinas em casa. O serviço é muito escolhido por mães para proteger seus recém-nascidos e por idosos e pessoas com dificuldade de locomoção. Existem também unidades móveis, um formato desenvolvido para atender regiões com demanda por exames de análises clínicas onde ainda não há uma unidade física da empresa, e o atendimento drive-thru. A  implementação do atendimento drive-thru já estava prevista  no planejamento da empresa antes da pandemia, mas o Sars-CoV-2 acelerou o projeto que, integrado ao e-commerce, permitiu a redução de etapas no processo de compra e uso do serviço, bem como agilidade no atendimento, melhorando a experiência do cliente.

 

O agendamento para a coleta em domicílio pode ser feito no site www.sabin.com.br/agendamento. É necessário informar quais exames serão realizados para que o cliente possa receber as orientações de preparo, como jejum, caso necessário. Os testes realizados em casa podem também ser cobertos pelos planos de saúde, desde que acompanhados do pedido médico e de acordo com as diretrizes dos respectivos convênios. Os resultados ficam disponíveis por meio do site e aplicativo, não sendo necessário se deslocar até uma unidade para ter acesso aos laudos. 

 

 Por Milton Gonçalves

Hermeto sai da bolha política da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e amplia seu grupo político rumo a reeleição


O Subtenente da PMDF, deputado distrital Hermeto, devolveu a representatividade da PM na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

É de conhecimento de todos que Hermeto tem voto na PM e principalmente na Candangolândia, onde foi administrador por 8 anos, e também no Núcleo Bandeirante.

Hermeto atualmente é líder do Governo Ibaneis na CLDF e já teve seu nome noticiado como possível indicado para ocupar uma das cadeiras de Conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Infelizmente a Polícia Militar passa por um momento de divisão política que prejudica a Tropa em ocupar os espaços políticos. Atualmente existem muitos grupos de ex e futuros candidatos que subdividem a tropa, que fica impossível ter um representante puro-sangue, eleito apenas com os votos da PMDF.

Hermeto se destaca por ter votos de outros segmentos. O destaque de seu trabalho como deputado tem corrido todo o Distrito Federal, recentemente uma pesquisa avaliou Hermeto, em sua base geográfica, como um dos parlamentares com maior aprovação popular de todos que atualmente estão na CLDF.

Diversos policiais militares, que não vivenciam a bolha de grupos políticos que querem emplacar seus candidatos na CLDF, perceberam que Hermeto é o melhor nome para continuar representando os militares na Câmara. O resultado é uma enorme adesão ao seu projeto político.

É consenso que para a PMDF continuar tendo um representante na CLDF, a única maneira é focar no voto útil e é indiscutível que a pessoa que possui mais condições de somar votos de outros segmentos é o Hermeto.

A PMDF tem poucos caminhos para continuar tendo um representante na CLDF. Um deles é concentrar a maioria dos votos em um único candidato. O que é quase impossível pela fragmentação política da PMDF.

Outro caminho é votar em candidatos que possuam suas bases e possuem votos, que somados ao dos PMs possa ser eleito. Neste quesito, tirando o Hermeto, não existe um nome na tropa que consiga ter votos o suficiente para ser eleito.

Faça uma reflexão e responda para você mesmo. Tem algum com votos dentro e fora da PM e que seja capaz de ser eleito?

O restante dessa história todos já conhecem. Os PMs saem candidatos apenas para levar votos para eleger candidatos civis e a PM continua com o pires na mão.

Por mais que Hermeto tenha tido dificuldades em conseguir algumas conquistas para os militares, existe o reconhecimento de que ele não tem deixado de lutar em prol da tropa.

Agora como líder do governo, terá ainda mais força para junto ao governador Ibaneis, garantir algumas conquistas que são aguardadas a mais de 10 anos.

O que não dá é para jogar todos os problemas, que perduram por mais de uma década, em apenas um mandato. O que não significa que Hermeto vai se dar por vencido.

 



O isolamento social e todos os impactos emocionais causados pela pandemia levaram mais pessoas a adotar bichinhos de estimação para escapar da solidão durante a quarentena. Além dos pets que ganharam lares aconchegantes, o setor de produtos para este público registrou aumento nas vendas e gerou empregos nos últimos meses, mesmo com a crise econômica causada pela pandemia do Coronavírus. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o setor faturou em média R$ 22,3 bilhões em 2020.

 

Entre as razões para a ascensão nos números está que os pets shop não precisaram fechar durante a pandemia, por serem considerados serviços essenciais. Com o isolamento social, as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa e os animais de estimação ganharam atenção redobrada. Além disso, aqueles que já tinham um animal de estimação, decidiram adotar novos pets  para ter companhia e distração.



E para quem precisa colocar “água no feijão” para alimentar mais pets em casa, ou ainda abastecer a despensa, o Fort Atacadista promove durante todo o mês de fevereiro, uma ação especial nos produtos da linha pet das marcas Pedigree, Dog Chow e Whiskas. Eles estão com 10% de desconto no cartão Vuon Card. A promoção já começou e vai até o dia 28 de fevereiro. 



De acordo com a coordenadora de Marketing do Centro Oeste, Rafaellen Duarte um fato interessante para este mercado é que a maior parte dos produtos é feita no Brasil e 90% da produção fica no mercado interno. “Separamos marcas de qualidade, com variedade e bom preço para que os animaizinhos tenham fartura, nutrição adequada e seus donos possam fazer economia. O Voun oferece vantagens exclusivas para os clientes Fort Atacadista, como o parcelamento em até 4 vezes, com parcela mínima de R$ 15,00”, explicou a coordenadora.

 



A Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC)  apresentou, em conjunto com o Sindicato dos Professores do Distrito Federal (SINPRO-DF), uma ação no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), contestando a constitucionalidade da Lei Distrital nº 6.759, de 16 de dezembro de 2020, que instituiu a educação domiciliar no Distrito Federal. 

A Associação entende que a lei, aprovada no final do ano de 2020, fere o Estatuto da Criança e do Adolescente. 

"Somos uma associação que atua em favor de uma educação de excelência. Apresentamos em nossa petição ao TJDFT argumentos técnicos e pedagógicos que mostram que o homeschooling no Brasil é algo preocupante porque não há legislação e monitoramento das condições socioemocionais e de aprendizagem por parte dos governos estaduais ou federal", pontua Irmão Paulo Fossati, presidente da ANEC. 

A  ação segue em tramitação no TJDFT e aguarda julgamento.

Três moradores do Distrito Federal sorteados com veículos HB20 Sedan zero quilômetro, receberam seus prêmios esta semana na sede da loja Comper Águas Claras. Os sortudos contemplados com a campanha ‘Natal dos Sonhos’, foram Geraldo Felipe da Silva, de Vicente Pires, Mariane Rossito Goes, de Águas Claras e Raimundo Rodrigues de Lima, de Sobradinho. A empresa sorteou, ao todo, 12 veículos nos Estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Distrito Federal, onde 450 mil clientes cadastraram seus cupons para concorrer a um dos carros da promoção.

A ação promocional que ocorreu de 05/11/2020 à 24/12/2020 consistiu em ofertar aos consumidores cupons do sorteio, a cada R$ 80,00 em compras contendo algum produto das marcas participantes. Assim o cliente recebia um cupom e caso a compra fosse feita pelo site ou paga por meio do cartão Vuon, ganhava três cupons para participar da promoção. O sorteio foi realizado no dia 30 de dezembro/2020 e comandado por Fernanda Keulla, campeã da 13ª edição do Big Brother Brasil. A entrega dos veículos aos ganhadores do DF foi na última sexta-feira, 22 de janeiro. 

De acordo com a Encarregada Regional de Atendimento do Comper, Adriana Muniz de Sousa, a promoção só foi bem sucedida devido ao engajamento dos clientes. “Eles vieram, fizeram suas compras, confiaram na marca e tornaram a promoção um sucesso. Os sorteados da campanha também ganharam o cartão de crédito Vuon, com um cash back de R$ 100,00 para desfrutar em nossas lojas”, revelou Adriana.

Entre os 12 automóveis sorteados no Brasil, quatro foram para clientes do Comper em Campo Grande (MS) e sete nos outros Estados em que há lojas da rede. Um dos carros ainda foi sorteado entre os clientes dos cinco Estados que fizeram as compras exclusivamente pelo site do supermercado e a felizarda foi Estela Santana, de Campo Grande (MS)




 Enquanto a população não está imunizada contra a Covid-19, pais e responsáveis têm se desdobrado para irem até as papelarias fazerem as compras do material escolar, evitando aglomerações, respeitando regras sanitárias e, claro, de olho nos preços para economizarem o quanto for possível. 

 

Pelo 13º ano, o Grupo Sabin, presente em 12 estados brasileiros e no Distrito Federal, vai realizar a compra de material escolar para os filhos de seus colaboradores. Neste ano atípico, esse benefício tornou-se ainda mais valioso. A empresa de medicina diagnóstica oferece a todos os colaboradores a opção de receber os materiais diretamente em suas residências ou de realizar apenas a retirada na papelaria, evitando aglomeração na hora de adquirirem os itens.  

O benefício, tem o intuito de ajudar seus colaboradores a economizarem tempo e recursos na busca pelos itens escolares. 

 

A gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional do Sabin, Karine Hepp Guimarães, explica que o bem-estar dos colaboradores é uma das prioridades da empresa. “O EducaSabinAção, assim chamado pelo grupo, foi pensado para que nossos colaboradores possam desfrutar de mais tempo com a família e contar com a ajuda da empresa para efetuar negociações na compra desses materiais. Quando temos um colaborador satisfeito e feliz, temos maior engajamento”, explica. 

 

A negociação que o Sabin realiza diretamente com fornecedores e empresas responsáveis pelos itens da lista rendem descontos de, em média, 30% e o valor pode ser parcelado em até quatro vezes sem juros no contracheque.  

 


O queijo é um dos alimentos mais versáteis que existem, pode fazer parte de pratos doces e salgados e ainda dar aquele toque especial no sabor de entradas, petiscos, pratos principais e sobremesas. Na próxima quarta-feira, 20, de janeiro é o Dia Nacional do Queijo. E você sabe como harmonizar os diferentes tipos da iguaria?

No Brasil, os queijos mais consumidos são a muçarela e o prato. Eles têm características parecidas de sabor, ambos são mais suaves e com texturas macias, por isso são muito utilizados em lanches do dia a dia do brasileiro. Porém, queijos como o parmesão, considerado o rei dos queijos, possuem um sabor mais acentuado, textura mais dura e cor mais amarelada. É mais comum vê-lo fazendo parte de receitas de molhos e massas. 

Outros queijos que não são muito frequentes no cotidiano da população brasileira, mas que já aparecem em ocasiões especiais, são o brie, gouda e gorgonzola. Essa preferência dos brasileiros também fica clara nas prateleiras dos supermercados: "claro que os mais procurados continuam sendo os mais tradicionais e com preços mais acessíveis, como o prato e o muçarela, mas nos últimos anos notamos um aumento na busca por queijos antes tidos como especiais, como o parmesão e o gorgonzola, que cada vez mais fazem parte dos hábitos de compra dos consumidores", explica o Gerente Regional de Vendas, Willian Lima.

Para quem deseja experimentar mais queijos, uma ideia para começar a descobrir os diferentes sabores entre eles é fazer uma tábua de frios e acrescentar alguns acompanhamentos como o mel, geleias, pães, frutas e azeites. Para este momento você também pode escolher bebidas como vinhos e espumantes para harmonizar. 


Como montar uma tábua de frios:

Primeiramente, escolha de 3 a 5 tipos de queijo de acordo com a sua preferência. Você pode ter em mente fazer a distribuição dos queijos dos mais frescos para os queijos azuis, lembrando que estes são de sabor mais intenso.

Uma boa opção de queijo fresco pode ser a ricota. Entre os macios temos muçarela, camembert e brie. Os queijos com textura mais densa/dura estão o gouda, provolone e gruyere. Nos firmes estão o parmesão e grana padano. E, finalmente os azuis, em que temos o gorgonzola e o roquefort.

Geralmente, cada pessoa consome cerca de 100 a 120 gramas de queijo. Tire os queijos da geladeira 1h antes da consumação para que eles fiquem com a temperatura ambiente. 

Corte as peças de queijo ao meio, use uma metade para cortar em cubos e a outra você pode colocar inteira na tábua. Coloque os acompanhamentos ao redor dos queijos. Use a criatividade para a decoração.

Ao servir a sua tábua se permita experimentar cada um deles, para sentir as diferenças entre os sabores e as texturas e, então, escolher os seus favoritos.

Se você está se perguntando onde encontrar os diferentes tipos de queijos, na rede Fort Atacadista você encontra ofertas exclusivas e uma grande variedade de produtos. Confira os endereços das lojas em Brasília:

Sol Nascente | DF | Quadra QNP 27 Área Especial 01 S/N

Taguatinga| DF | Setor M Norte Qd. 1 Cj. A Lt. 1 – Av. Hélio Prates com M Norte


 



A adaptação para a realidade de combate ao novo Coronavirus (COVID-19) tem levado muitos síndicos e administradores de condomínios a esquentarem os neurônios na tentativa de driblar o custo das mudanças.

 

Repositórios de álcool em gel cheios, demarcações em elevadores, controle de entrada de pessoas e limpeza redobrada. As mudanças necessárias para evitar a disseminação em prédios e condomínios acrescentaram novas despesas. A ordem é economizar ao máximo para tentar driblar a crise.

A Portech, empresa de portaria remota, usa tecnologia para ajudar os seus clientes a terem mais segurança e também economizar em tempos de pandemia. “Nosso sistema pode ajudar controlar a entrada de pessoas no condomínio, podemos acionar moradores por interfone, tudo isso sem o contato físico e sem expor funcionários aos riscos de contaminação”, explica o engenheiro de controle e automação, Daniel Boaventura.

Daniel também afirma que naturalmente o uso da tecnologia poupa recursos, garante praticidade, sem abrir mão da segurança, ainda mais em tempos de pandemia. “Remotamente, conseguimos ver pelas câmeras uma luz acessa no corredor sem necessidade. Hoje temos tecnologia capaz de fazer o reconhecimento facial e impedir a entrada de pessoas que não estejam usando máscaras, além de câmeras termográficas, capaz de medir a temperatura de quem chega na portaria”, concluiu.

Alacides Borges, síndico há mais de 5 anos em um condomínio em Águas Claras, destaca que a sua gestão foi desafiadora durante a pandemia, em que precisou tomar algumas providências para contribuir para a redução dos custos. “Tivemos que tomar várias medidas e isso tudo foi necessário, pois com a pandemia, foi preciso fazer aquisição de vários dispenser de álcool em gel, instalados próximos aos elevadores. Fizemos algumas campanhas internas com uso de placas e afixação de novas regras de utilização dos espaços. Além disso, fizemos a desinfecção das áreas comuns com produtos hospitalares para o combate ao coronavirus para prevenção”, destaca.

Para o síndico, os meses mais difíceis foram abril e maio para que as contas não fechassem no vermelho. Borges diz que com a pandemia não foi possível fazer a assembleia anual com a votação de uma previsão orçamentária, já que os custos haviam aumentado. Ele relembra que uma medida essencial foi desligar os aquecedores das piscinas, gerando uma economia de energia elétrica, e também a renegociação de contratos com prestadores de serviços. “O fato de termos uma portaria remota nos possibilitou não termos um aumento do custo com terceirizados. Isso fez com que conseguíssemos equilibrar as contas até outubro de 2020”, defende.

Segundo a Associação Brasileira de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), em 2019, o Brasil possuía 300 mil condomínios em funcionamento, porém, apenas 20 mil eram atendidos de forma remota. Entretanto, com a possibilidade de reduzir entre 50 e 70% dos gastos em um condomínio convencional, as estimativas para uma rápida expansão são animadoras.

 

Serviço: Custos da pandemia estão ficando mais caros para as finanças dos condomínios, alternativas inteligentes driblam a recessão


 Após meses de contato estritamente virtual, escolas, alunos e pais se preparam para a volta do ano letivo presencial em diversos estados. Além dos cuidados necessários em tempo de pandemia, especialistas têm chamado atenção para a atualização dos cartões de vacinação. Em alguns estados como Paraná, Roraima e Paraíba, uma lei estadual obriga a apresentação do cartão de vacinação atualizado, no ato da matrícula na escola. A medida serve para instituições de ensino públicas e privadas 

Como a maioria das escolas não exige o documento, a atualização do cartão de vacina acaba ficando de lado,especialmente em ano de pandemia. Segundo dados do  Ministério da Saúde, a cobertura vacinal vem em queda há cinco anos, mas em 2020 atingiu as piores médias. Entre os motivos para os resultados baixos, pode estar o receio da transmissão da covid-19. 

Especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmam que, nos últimos cinco anos, o número de crianças vacinadas diminuiu. Em 2018, por exemplo, quase 100% (99,7%) das crianças foram vacinadas com a BCG, que protege contra a tuberculose. Já em 2020, esse percentual caiu para menos de 64% (63,88%).

“A vacinação é a forma  mais eficaz de proteger as crianças de diversas doenças graves e que podem ser evitadas por vacinas. Entretanto, a queda da cobertura vacinal pode possibilitar o retorno da poliomielite, sarampo, surtos de febre amarela por falta de vacinação, entre outras doenças evitáveis, que estão no calendário de vacinação da criança e do adolescente”, diz a médica infectologista e gerente médica do Sabin Imunização, Ana Rosa dos Santos.

A queda e a estagnação dos índices de vacinação são fenômenos mundiais. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 20 milhões de crianças em todo o mundo não foram vacinadas contra doenças como o sarampo, a difteria e o tétano em 2018. Essa situação resultou em surtos de sarampo em muitas partes do mundo, incluindo o Brasil.

“As vacinas estão há mais de 200 anos combatendo doenças infecciosas. Mas, para garantir a erradicação de doenças, é essencial que todos continuem seguindo o Calendário Nacional de Vacinação”, pontua a especialista.

No Distrito Federal, o Sabin oferece serviço de imunização que atua diretamente em programas de saúde e qualidade de vida, oferecendo prevenção e controle de doenças por meio da vacinação. Estão disponíveis, em unidades e também através do serviço em domicílio, onde é possível adquirir as doses pela loja virtual, mais de 20 tipos de vacinas previstas no calendário de vacinação de bebês, crianças, adolescentes, adultos, mulheres, idosos, trabalhadores e viajantes. 

“Estamos oferecendo ainda orientação do cartão de vacinas nas escolas evitando o atraso do esquema de vacinação. As altas coberturas têm sua importância no impacto coletivo e a rede privada contribui de forma complementar, ”diz Ana Rosa.


Tecnologia do Blogger.